segunda-feira, 21 de junho de 2010

Coloração

A cor que é a sua cara

Não adianta apenas querer ter o cabelo em uma determinada nuance se o resultado for um visual apagado e sem vida. Antes de enfrentar os pincéis e mudar a cor das madeixas, é preciso saber se a tonalidade escolhida realmente combina com o tom da sua pele.


Diz o ditado que depois que se mexe a primeira vez na cor do cabelo, não se pára mais. E é exatamente por isso que muitas mulheres tornam-se verdadeiras camaleoas. Porém nem sempre a cor escolhida é a ideal para o seu tipo de pele. Uma boa conversa com o cabeleireiro é o primeiro passo para saber se o tom desejado é o melhor para você. "Mesmo que duas mulheres sejam negras, a cor da pele pode ser diferente. Por isso, a nuance escolhida - tanto de fundo, quanto das mechas - pode variar. O que fica bom para uma, pode não ficar para a outra", explica o hairstylist Sam Silva, do salão Olegário (SP). Além disso, é importante saber se o seu cabelo já possui algum tipo de coloração ou se é natural, pois o resultado final pode ser alterado, por tinturas antigas. Confira a seguir quais os tons de cabelo que mais combinam com cada tipo de pele e aposte em um novo look.


Branquinha

Quem tem a pele parecida com a da atriz Cláudia Raia sabe o quanto é difícil realçar o visual. Para valorizar a tonalidade da tez, a hairstylist Maria Nunes, do salão Yes (SP), aconselha o uso de nuances como loiro-escuro ou chocolate, que ajudam a quebrar a aparência pálida, dando um ar de saúde. Caso as melenas sejam muito escuras, a opção é realizar primeiro a descoloração e só em seguida aplicar a cor desejada. Para quem não quiser radicalizar, as mechas são outras boas alternativas.

* Como mudar: para que as madeixas sejam menos agredidas, a expert indica o uso de tonalizantes. Porém, é preciso ficar atenta aos retoques, já que esse tipo de química desbota mais rápido.

* Retoque: a cada 30 dias, em média.

* Manutenção: use xampus e condicionadores específicos para cabelos coloridos, e faça hidratações que ajudem a recuperar o brilho.


Branca rosada

Quem tem a pele bem branquinha, mas com as maçãs do rosto rosadas, como a da atriz Paola Oliveira, pode apostar no castanho acaju ou acobreados. As tonalidades quentes ajudam a sobressair a pele mais branca e criam uma atmosfera ruiva bem natural.

* Como mudar: como os tons avermelhados desbotam com mais facilidade, a melhor opção é lançar mão da tinta mesmo, para que o efeito seja de longa duração. Mas lembre-se: por ser um processo permanente, os cuidados com as madeixas devem ser redobrados.

* Retoque: mensal.

* Manutenção: faça hidratações toda semana em casa e a cada 15 dias no salão. Evite também água muito quente na hora do banho. Explicando: como ela tende a aumentar a oleosidade dos fios, você irá lavar mais vezes o cabelo. Logo, com o excesso de lavagem, a cor irá desbotar mais facilmente.

Morena oliva

As mulheres que se encaixam nesse grupo têm a cútis mais esverdeada, como a da atriz Giovanna Antonelli, e costumam ser descendentes de árabes e libaneses. Para camuflar essa característica, a primeira coisa que você tem de ter na cabeça é que o seu cabelo deve ter um tom que ilumine seu visual. "A minha dica para quem não quer mudar completamente, mas quer realçar o look é investir nas mechas caramelo ou acaju, principalmente nas pontas. Ambas ajudam a valorizar o castanho natural, além de proporcionar mais brilho", afirma a cabeleireira Maria Nunes.

* Como mudar: o ideal é descolorir as mechas até o tom desejado.

* Retoque: como a descoloração é feita a alguns centímetros da raiz, a manutenção pode ser feita a cada dois meses.

* Manutenção: logo após a técnica, faça uma hidratação profunda no salão para que os fios não fiquem ressecados.

"Quem não quer mudar completamente a cor dos fios, pode realçar o look com a ajuda de mechas caramelo ou acaju, principalmente nas pontas"


Não adianta apenas querer ter o cabelo em uma determinada nuance se o resultado for um visual apagado e sem vida. Antes de enfrentar os pincéis e mudar a cor das madeixas, é preciso saber se a tonalidade escolhida realmente combina com o tom da sua pele


Bronzeada

A apresentadora Adriane Galisteu é a melhor representante dessa categoria, que não abre mão do sol por nada. Para ressaltar ainda mais o bronzeado, o cabeleireiro Sam Silva afirma que os tons de loiro são a melhor pedida. "Esse tipo de nuance dá a impressão de que o cabelo foi queimado pelo sol, principalmente, se tiver mechas mais claras da metade para as pontas", aconselha o expert.

* Como mudar: se o cabelo já for loiro, a melhor opção é fazer mechas californianas nas pontas. Já no caso de fios mais escuros, o profissional recomenda a descoloração das melenas até o tom desejado para só depois fazer as luzes.

* Retoque: a cada três meses, em média.

* Manutenção: além de usar xampus e condicionadores para cabelo loiro, use diariamente leave-in com protetor solar para evitar o ressecamento.

Mulata


Sinônimo de brasilidade, as morenas cor de jambo transbordam sensualidade, como é o caso da atriz Taís Araújo. Segundo o colorista Sam Silva, uma boa maneira de valorizar a cor da pele, é investindo no fundo chocolate e nas luzes finas douradas para iluminar o look. Outra opção para quem não quer mexer na cor de fundo, é manter a tonalidade castanha e apostar nas mechas acobreadas que também ajudam a realçar o visual.

* Como mudar: tanto para a mudança da nuance de fundo quanto das mechas, é preciso fazer a transformação com a ajuda de tinta, o que garante uma durabilidade maior da cor desejada.

* Retoque: a cada dois meses

* Manutenção: como o cabelo é mais crespo e mais fino, o segredo está em manter a hidratação em dia. Caso as melenas estejam muito ressecadas, recomenda-se fazer uma cauterização no salão.


Negra

Quem tem a pele escura como a da atriz Adriana Alves precisa ter cuidado na hora de escolher o tom para não deixar o look pesado demais. Fuja dos tons quentes, se você não quer ficar apagada. Uma boa dica é apostar no castanho-escuro ou preto, que ajudará a dar mais brilho às madeixas. Como os fios são mais finos, não faça descoloração, pois o cabelo pode ficar quebradiço, ensina a profissional Maria Nunes.

* Como mudar: para manter a integridade das fibras capilares, a melhor opção é fazer a mudança da cor com a ajuda de um tonalizante.

* Retoque: de 20 a 30 dias, já que o tonalizante desbota com facilidade.

* Manutenção: use xampus, condicionadores e máscara de hidratação para cabelo tingidos, não esqueça do leave-in após o banho e do reparador de pontas.



A COR DO CABELO DEVE COMBINAR COM A TONALIDADE DA SUA PELE. ASSIM, VOCÊ GARANTE UM VISUAL REPLETO DE LUMINOSIDADE. INVISTA NESSA IDÉIA!

Beijos

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Olá, Obrigado por Comentar!
Seu comentário será postado assim que passar pelo Moderador.
XoXo
Li